Conhecimento

O que Darwin não falou é que uma poderosa magia havia sido concedida ao homem. Uma nova fase de evolução seria manifestada. A de se navegar através de uma folha de papel em branco na busca do desconhecido. Existiria uma outra mercadoria a ser encontrada que diferentemente do fruto das árvores cresceria a partir das imaginações e símbolos cultivados no solo de uma folha em branco.

À nossa emoção fora dado o direito de conversar com o meio ambiente. O conhecimento é a nossa capacidade de conversar com o Universo. A vida animal é a da luta pela sobrevivência e, de repente, se abre essa janela. Surpreendente: inexplicável. Estranha, mas possível. Haveria a mágica oportunidade para a civilização conversar com as forças da natureza através do conhecimento.

Os homens haviam ganho o direito de navegar pelo espaço psi à procura do fruto do conhecimento. Conhecimento seria esse caminho psi que nos leva do natural para o real. Percorrer as virtualidades, sobrepor as ilusões, até se deparar com o real. Não existe magia maior, prevista por feiticeiro algum, do que assistir em casa, mesmo chovendo, a uma partida de futebol disputada num lugar distante. A isto se chama: transformar o natural em real.

Conhecer é trabalhar com o desconhecido. A surpresa do homem é que ao lado deste palpável Universo material existe um mistério. Essa singularidade humana faz com que o Universo não seja apenas imenssí..ssimo como misteriossí…ssimo. Um grande desafio se apresenta a natureza humana: desvendar os acontecimentos pela razão.

Essa relação com o conhecimento modificou a vida humana. Entretanto o curioso é que esse salto qualitativo é sempre narrado como um certo roubo. Contra a mitologia grega que Prometeu, depois de formar o homem com o limo da terra, roubou, para animá-lo, o fogo do céu. Em castigo, por ordem de Júpiter, foi acorrentado por Vulcano no cima do Cáucaso, onde um abutre devorava seu fígado. Hércules livrou-o desde suplicio, matando o abutre.

Essa pérola da magia, o conhecimento, guarda uma não fácil origem. Parece que seu consentimento não veio de um parto simples. Embora hoje o vivenciamos como um pão cotidiano, não podemos esquecer que existe um passado que o condena. O Livro do Gênesis nos deixa um marco explicito:

‘De toda árvore do jardim podes comer à vontade. Mas, quanto a arvore do conhecimento do que é bom e do que é mau não deves comer ela, porque, no dia em que dela comeres, positivamente morrerás’.

(Gênesis 2:16,17)

Destarte, entre o bem e o mal do Gênesis e a magia da razão devemos ir procurar um caminho para o conhecimento neste século 21. Igual ao capitão Ahab de ‘Moby Dick’ escrito por Melville, que, para se vingar de uma perna arrancada, se embrenhou nos oceanos em busca da baleia branca, cabe ao homem um dia voltar a falar com a Serpente que lhe retirou do paraíso.

Estamos numa civilização em que muitos são aqueles que saem ao mar adentro de uma folha em branco em busca de conhecimento. Navegadores do psi desejam encontrar um propósito maior ao seu cotidiano. Enfrentam o desafio de se ver a Natureza a partir do espaço psicológico. Aceitam esse convite do Universo para ficar diante do seu mistério.

‘Conhecemos os átomos e as galáxias, mas ainda não entendemos o que o Livro do Gênesis evoca a respeito do conhecimento’.

Anúncios

Sobre Melk

O autor é doutor em física pela Universidade de Oxford e empresário do conhecimento (www.aprendanet.com.br). Como físico, ao estudar que os fundamentos do universo, os quarks, se apresentam em três cores: se converte num fanático torcedor tricolor.
Esse post foi publicado em 4 - Evolução 2.0. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s