Terceira Via: Conhecimento

Nos auspícios da democracia, Marina da Silva acolheu 20% dos votos a mostrar que há espaço para uma terceira via no país. Existe um território ainda inexplorado, onde todos querem chegar lá. Contudo, os grandes enfrentamentos ainda se polarizam entre esquerda e direita.

Marina fez o papel de queridinha da mídia. Entretanto, não conseguiu construir uma alternativa a polarização esquerda-direita. O suposto projeto verde situa-se num nebuloso espaço de terceira via. Não consegue aprofundar o debate político. Não apresenta idéias políticas originais.

A luta política é a de grupos que querem ser donos do poder. Sendo assim os últimos 150 anos polemizaram a respeito do capital e trabalho. A diferença é que o século 21 entra na Era do Conhecimento. A sua novidade é a moeda do conhecimento. Um novo valor a ser considerado na questão política.

O momento histórico é o da Era do Conhecimento. Estamos diante de uma nova configuração a ser entendida. O chamado espaço de terceira via é o do conhecimento. É chegado o momento da História ergue-se com esse terceiro elemento que vem juntar-se ao capital e ao trabalho. A nova onda capitalista não está somente no trabalho e no financeiro, como no conhecimento.

A arte da política é para satisfazer temas como educação, saúde, transportes, saneamento etc. A questão é que sua síntese tem sido baseada em termos dos pilares capital e trabalho. Uma longa repetição a fazer com que a nossa época considere essa projeção como um conservadorismo. Existe uma terceira dimensão a ser percorrida. Tratar esses assuntos considerando a presença do conhecimento. Por exemplo, a solução dos transportes estará mais ligada ao conhecimento disponível do que ao capital investido e número de horas de trabalho. A arte da política precisa aprender a dar ponto com o conhecimento.

A História não se repete. Um novo espaço político está aberto a ser criado a respeito do conhecimento. Contudo, para tal terceira via acontecer torna-se necessário transformar a figuração atual do conhecimento. Ir além de sua premissa iluminista. Entender que o conhecimento se tornou um propulsor de ciência, economia, sociologia, religião. Estamos convidados a ir enfrentar esse desafio. A sair de um conservadorismo iluminista.

‘Existe uma causa do conhecimento a ser entendida’.

 

Anúncios

Sobre Melk

O autor é doutor em física pela Universidade de Oxford e empresário do conhecimento (www.aprendanet.com.br). Como físico, ao estudar que os fundamentos do universo, os quarks, se apresentam em três cores: se converte num fanático torcedor tricolor.
Esse post foi publicado em 2 - Brasil. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s