Três Caminhos de Luz

Três Caminhos de Luz

A sociedade brasileira está diante de uma nova luta. A sua luta não é mais pela direta , pela constituinte, pela revogação dos atos autoritários. Foram-se os tempos da diretas-já. A democracia foi assimilada pela sociedade brasileira.

A democracia fez com que a repressão fosse substituída pelo diálogo. Assim, entramos numa segunda onda de luz: sem revoluções sangrentas, apenas com o diálogo, o governo Lula conseguiu incluir 50% da população brasileira na classe média.

A sociedade brasileira ultrapassou a miséria. O Brasil é um país com mercado interno. O Brasil não é mais aquele eterno país do futuro. As conquistas da democracia e de mercado interno conduzem as suas duas primeiras ondas de luz. O país venceu, se iluminou. Mas, existe uma terceira onda. O novo desafio brasileiro é o de participar da Era do Conhecimento.

Resta aos políticos saírem do obscurantismo reinante e mostrarem argumentos vindos do andar superior da política. Em vez de escuridão mostrar a luz da História. Três luzes ascenderam a História recente do Brasil: democracia, classe média, conhecimento. A terceira onda, agora, será a no próximo governo inserir essa nova classe média no conhecimento.

O momento dos candidatos é o de trazer um elemento de futuro. Os eleitores querem ouvir algo mais. Ver uma direção. Lula deixa à Dilma a missão dessa terceira onda de luz. A de acender um conhecimento para todos. A de fazer com que o país atinja sua autonomia cientifica e tecnológica. Uma luta diversa a da democracia e a da classe média. Um desafio.

Dilma tem de ir para o andar de cima das discussões. Associar seu projeto de nação com a terminologia Caminho de Luz. Compreender que a sociedade brasileira vem galgando por três caminhos de luz: democracia, classe média, e agora, o próximo desafio de seu governo é o do conhecimento. A terceira onda de luz é a de levar o Brasil a Era do Conhecimento.

A História chega a Era do Conhecimento, momento em que a civilização se move através de suas conquistas cientifico – tecnológicas, mas o discurso político brasileiro ainda é de varejo. Propõe temas como alimentação, saúde, habitação, transporte etc como valores absolutos. Não, são relativos: depende do fator capital e do fator conhecimento. Quanto ao primeiro vivemos num mundo capitalista. A facilidade com que os bancos fazem riqueza mostra a sua validade. Quanto a causalidade do segundo fator na construção da riqueza ainda é um assunto novo.

O momento político é o de ressaltar o fundamentalismo do conhecimento. Chegado é o momento de Dilma se declarar em termos do caminho do conhecimento. Apresentar a sua proposta de causa do conhecimento. O seu discurso pode ser feito em termos dos avanços da ciência e tecnologia no Brasil, das escolas técnicas, do Prouni, do PNBL etc. Sair do obscurantismo e do varejo e se colocar diante da História.

FIAT  LUX,  DILMA!

Anúncios

Sobre Melk

O autor é doutor em física pela Universidade de Oxford e empresário do conhecimento (www.aprendanet.com.br). Como físico, ao estudar que os fundamentos do universo, os quarks, se apresentam em três cores: se converte num fanático torcedor tricolor.
Esse post foi publicado em 1 - Eleições 2010. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s