Xeque-Mate

Dilma precisa no debate da Rede Globo dar um xeque-mate. Após uma campanha movida a obscurantismos, dar uma alegria para seus correligionários. Mostrar que somente a luz que faz Nosferatu desaparecer. Dar ao povo a esperança que merece.

Dirigentes e marqueteiros, atenção que o momento final é de síntese. Mostrar que se encontrou um foco. Algo capaz, de uma vez só, derrubar todo o império das sombras.

Dilma não precisa de bala prata. Possui duas cartas. Quando combinadas, são grandiosas para iluminar o Brasil. Contudo, não são cartas que vieram ao acaso. Existe predestinação: uma vem da História, outra de nossa riqueza natural. Combinadas fazem canastra.

Passemos as cartas a Dilma:

1. História: três ondas de luz têm construído a história recente do país. A primeira nos anos 80 foi a democracia, a segunda no governo Lula a inserção de 50% da população na classe média e a terceira está a porvir que será a entrada do país na Era do Conhecimento.

A luta pela democracia nos anos 60 e 80 construiu o desejo da cidadania. Trouxe o direito da pessoa se expressar. Decidir o poder. A partir de então, a sociedade partiu para a sua segunda etapa, que foi a da ação distributiva. Dos alicerces democráticos, o país criou sua classe média sem necessitar nenhuma revolução sangrenta. Enquanto o exemplo clássico de Cuba promoveu apenas 11 milhões de pessoas, o Brasil de Lula, sem nenhum paredão, colocou 36 milhões de pessoas na classe media e retirou 28 milhões da miséria.

A questão agora é: como conceber a terceira etapa? A época pós-Lula necessitará de um argumento novo. Algo que vá além do direito de votar e consumir. Esse argumento é o do conhecimento. Nele está a nova visão de Mundo.

A primeira carta à Dilma é para colocar o Brasil na Era do Conhecimento.

2. Pré-Sal: a História foi generosa com o país. No momento em que o país define a sua segunda onda de luz, ela lhe entrega um bilhete premiado. A segunda carta de Dilma é a do dinheiro do pré-sal. Precisamos utilizar o recurso do pré-sal para construir um modelo novo. Ir além do marxismo, do neoliberalismo e consolidar no Brasil uma sociedade do conhecimento. O de colocar o Brasileirinho no direito de participar do desconhecido.

Caberá a Dilma colocar essa segunda carta na mesa. Não existe sonho mais sonhado do que de receber um bilhete premiado para colocar o país na Era do Conhecimento.

3. Canastra: ajustar as cartas na mesa

O povo merece essa canastra. Contra o ódio a lucidez, contra a escuridão a luz. O Bras­il precisa de uma proposta de futuro. Bonito por Natureza, será lindo pela plástica do conhecimento.

 

Anúncios

Sobre Melk

O autor é doutor em física pela Universidade de Oxford e empresário do conhecimento (www.aprendanet.com.br). Como físico, ao estudar que os fundamentos do universo, os quarks, se apresentam em três cores: se converte num fanático torcedor tricolor.
Esse post foi publicado em Sem Categoria. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Xeque-Mate

  1. Biluca disse:

    O que voce acha do Washington ? Sera que são os efeitos do dólar baixo ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s